Dicas de lanches do Ponto Omega

💙
21 fevereiro 2018


Com a correria do dia-a-dia, montar uma lancheira saudável pode ser uma tarefa difícil. Salgadinhos, bolos industrializados e sucos de caixinha, entre outras guloseimas, podem ser a resposta fácil, mas não a escolha mais correta para colocar na lancheira.

Preocupada com esta questão alimentar, a nutricionista Michele Cristina Ferreira, do Ponto Omega – Centro de Cuidados Infantis Bilíngue de São Paulo, auxilia dá dicas de 5 lanches balanceados, variados e preparados na própria escola, com alimentos orgânicos,  sem excesso de açúcares e sal.

Ela salienta que no Ponto Omegas, os lanches são totalmente os sucos são todos naturais, preparados no momento de consumo e sem adição de açúcar, para que as crianças experimentem e identifiquem sabores variados. É importante ressaltar que os sucos naturais devem ser consumidos em, no máximo, 30 minutos depois de serem preparados, “para que não percam suas propriedades nutritivas”, avisa.


Receitas de lanches saudáveis


Bolo de Banana ( sem farinha sem leite e sem açúcar para bebês de 8 meses em diante)
Ingredientes:
·         2 bananas nanicas ( devem estar bem maduras, quase estragando);
·         1/2 xícara (220ml) de uvas passas pretas;
·         2 ovos pequenos;
·         1/4 xícara (220ml) de óleo;
·         1 xícara de aveia (220ml) (tanto faz flocos finos ou grossos);
·         1 colher (sopa) de fermento em pó.
Modo de Preparo:
Misture todos os ingredientes e deixe o fermento por último. 
Unte a forma e leve para assar em forno preaquecido em 200º por cerca de 35 minutos.
. Faça o teste enfiando um palitinho no centro do bolo, se sair limpo, o bolo está assado. Mas atenção: só abra o forno para o teste depois de 30 minutos para o bolo não murchar.

Bolo de Banana - (versão sem ovos para bebês para pequenos de 6 meses em diante)
Ingredientes:
·         2 bananas nanicas (maduras) amassadas;
·         1 xícara (chá) de aveia em flocos; 
·         1/4 xícara (chá) de óleo;
·         2 colheres (sopa) de suco de limão;
·         1 colher (sopa) de fermento em pó.

Modo de preparo:
Misture tudo em uma vasilha usando o fue ou uma colher, e coloque em uma forma (tipo bolo inglês, pão de forma) untada com óleo de milho.
Leva ao forno 200º por 35 a 40 minutos, até dourar.
Ele não cresce muito, então não se assuste achando que deu errado. Fica com aparecia de barra de cereal, mas úmido por dentro, uma delicia.

Bolo de Abobrinha ( indicado para crianças de 2- 6 anos)
Ingredientes:
·         2 xícaras (chá) de abobrinha italiana picada
·         3 ovos
·         2 xícaras de açúcar
·         1 xícara de óleo
·         3 xícaras de farinha de trigo
·         1 colher de sopa de canela em pó
·         1 colher (sopa) de essência de baunilha
·         ½ xícara (chá) de uva passas
·         2 colheres (sopa) de fermento
·         ½ xícara de (chá) de açúcar para polvilhar


Modo de Preparo:
Bata no liquidificador a abobrinha, os ovos, o açúcar e o óleo. Em uma tigela, coloque a farinha e a uva passa  Despeje a massa, mexa bem e acrescente o fermento. Coloque em uma assadeira untada e enfarinhada. Asse em forno médio pré-aquecido ate dourar. Desenforme e polvilhe com açúcar.

Pão de queijo de mandioquinha (1 a 6  anos)
Ingredientes:
·         ½ xíc de chá de água
·         1/3 xíc de chá de óleo
·         1 xíc de chá de polvilho doce
·         1 xíc de chá de polvilho azedo
·         1 col de chá de sal
·         2 xíc de chá de mandioquinha cozida (ou 500g)
·         Orégano ou manjericão a gosto

Modo de preparo:
Coloque a água e o óleo para aquecer juntos. Junte os demais ingredientes (menos a mandioquinha) numa vasilha de vidro ou numa panela. Jogue a água e o óleo aquecidos e mexa bem, até formar uma farofa, continue mexendo até amornar. Coloque a mandioquinha e amasse até ficar uma massa lisa. Faça bolinhas do tamanho que desejar e coloque em assadeira untada com óleo. Leve para assar em forno pré-aquecido a 180ºC até dourar. Quando os pãezinhos começarem a rachar e ficarem opacos já estão prontos.
 Rendimento: 26 pãezinhos pequenos.


Sobre o Ponto Omega
Instalado há mais de três décadas em uma espaçosa casa no bairro dos Jardins, em São Paulo, o Ponto Omega – Centro de Cuidados Infantis Bilíngue – é considerado referência em berçário e educação infantil. A escola, que atende crianças de três meses aos seis anos, conta com uma equipe altamente capacitada e a assessoria de especialistas em áreas como fisioterapia, infectologia e nutrição. Tudo funciona sob a coordenação e o olhar atento de Maria Guimarães Drummond Gruppi. Formada em psicologia e em pedagogia pela PUC de São Paulo, Maria é especialista em primeira infância, com pós-graduação em Clínica Interdisciplinar com Bebês,  pelo COGEAE e com diversos cursos na área, como o Brincar na Constituição do Sujeito, e a Intervenção Precoce, ambos pelo Instituto SEDES Sapientiae.

A cada hora nasce uma criança com paralisia cerebral no mundo

💙
19 fevereiro 2018

Considerada a doença física mais comum na infância, uma em cada três crianças é incapaz de andar


A paralisia cerebral infantil é uma patologia crônica e sem cura, que precisa de muita atenção e conscientização para amparar os portadores e seus familiares. De acordo com pesquisa divulgada em setembro de 2017 pela Cerebral Palsy Foundation (CPF), a doença acomete cerca de 17 milhões de pessoas no mundo.
Podendo ser descoberta no nascimento ou durante a infância, a paralisia cerebral apresenta sintomas, como: falta de coordenação muscular, tremores ou movimentos involuntários, dificuldade para caminhar, atrasos no desenvolvimento da fala, dificuldade com movimentos básicos, como segurar um lápis ou uma colher, deficiência intelectual, problemas de visão e audição. Dados divulgados pela Cerebral Palsy Foundation (CPF) mostram que:


  • 1 em cada 3 crianças não anda;
  • 1 em cada 4 não fala, tem epilepsia, comportamento em desordem e incontinência urinária;
  • 3 em cada 4 apresentam dores;
  • 1 em cada 10 tem a visão prejudicada;
  • 1 em cada 5 tem o sono prejudicado.

“É importante que os pais fiquem atentos aos sinais conforme o bebê amadurece. Se houver demora em aprender a andar, desenvolver habilidades motoras e coordenação é preciso procurar um especialista. Através do exame de sangue e ressonância magnética é possível verificar alterações no cérebro e se há algum distúrbio”, afirma Dra. Valeria Muoio, neurocirurgiã pediátrica.
Apesar de não ter cura, existem tratamentos que auxiliam para que as crianças possam evoluir e alcançar seu nível máximo de capacidade. “O quadro pode ser tratado através de terapias, como fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, terapia recreativa e em casos mais graves é preciso de neurocirurgia para relaxar o músculo e reduzir as dores”, explica a especialista.




Divulgação: Alika Comunicação

6 meses da Mari

💙
16 fevereiro 2018

Minha super heróina


Como o tempo passa rápido, 6 meses já se passaram e cada vez mais nos apaixonamos.
Quando começamos o acompanhamento mensal, já conhecia o trabalho da Rhariclea, mas uma coisa agora afirmo, em cada mês me surpreendo mais e mais, ela consegue captar em suas fotos cada doçura do momento. Rha muito obrigado pela parceria e nos encantar em cada ensaio.

Para os 6 meses, o tema foi super herói, afinal todos nós temos um pouco de heroísmo em nós !!! E fala sério eu tenho a Mari Maravilha mais linda desse mundo, e lógico o Super Gui mais protetor e lindo também!

Se você está procurando um profissional para acompanhamento mensal, ensaio infantil ou família, newborn, entre em contato com a Rhariclea através do telefone (11)98210-2854 e acompanhe ela pelas redes sociais Fanpage Rhariclea Georgopoulos - Click Momentos Fotografia  e no Instagram Click Momentos .

Agora vem comigo se apaixonar nesse ensaio!
















Foto dos bastidores

Mais uma dos bastidores

Varizes na gestação

💙
14 fevereiro 2018

Angiologista esclarece causas do problema e como prevenir


Há pesquisas que indicam que além de muita felicidade, uma gravidez traz com ela diversos benefícios para a saúde da mãe. Os hormônios extras aumentam a sensação de bem-estar, o aumento do fluxo sanguíneo na região pélvica eleva a sensibilidade durante a relação sexual, dentre outros. 
Só que a possibilidade de desenvolver marcas que podem se estender para além do parto não é incomum. As varizes são um problema bem comum que surge ou piora durante a fase de gestação, e incomodam mais do que as estrias. Além de aparecerem na região das pernas e coxas, possuem coloração arroxeada ou esverdeada e causando dor e sensação de cansaço.  
De acordo com o Dr. Leonardo Almeida, angiologista da Clínica Inovas, RJ, existem dois tipos de casos:
“Pacientes que já tinham varizes antes da gestação, podem apresentar uma piora em relação à quantidade de veias doentes, ao aumento do seu calibre e também dos sintomas associados. Isso ocorre por conta dos hormônios da gravidez, que tem a função inicial de reter líquidos para criar um ambiente ideal ao crescimento e desenvolvimento do bebê.” explica.
Ainda de acordo com  o médico, ocorre uma compressão natural das veias da pelve, causada pelo crescimento do feto, o que dificulta ainda mais o retorno venoso, principalmente no último trimestre. 
“A segunda situação são aquelas pacientes que já possuem uma tendência genética ao desenvolvimento de varizes. Nesse caso, a gestação funciona como um dos principais fatores de risco para o início desse processo”, esclarece Dr Leonardo .
Em alguns casos as varizes podem desaparecer ou regredir após o nascimento do bebê. Geralmente mulheres mais jovens, mais magras e que praticam atividade física têm mais chances de melhora. 
“Nos casos mais avançados, ou em gestações subsequentes, pode haver um alívio dos sintomas relacionados as varizes após o parto, mas não há regressão das veias já doentes. Algumas veias que ficam mais desenvolvidas, mas não são doentes, podem se tornar mais discretas com o final da gestação, já que a quantidade de líquido corporal diminui e a compressão dos vasos pélvicos deixa de existir”, complementa dr. Fernando Faria, angiologista e cirurgião da clínica Inovas. 
Mas há medidas que pode ser adotadas para evitar o surgimento das varizes durante a gestação. 
“Para aquelas pacientes que já praticavam atividades físicas regulares antes de engravidar é importante, com o aval de um obstetra, mantê-las durante a gestação, principalmente aquelas que trabalhem a musculatura das pernas. O uso frequente de meias elásticas ajuda a tornar a circulação venosa mais eficaz e também é uma importante medida no controle do edema e dos sintomas relacionados. Apesar de todos esses cuidados, algumas gestantes inevitavelmente irão desenvolver varizes, porém em extensão menor”, explica dr Fernando. 
Para esses casos já há tratamentos muito eficazes, que excluem a necessidade de cirurgia.
O ideal é iniciá-los após o término da gestação, tanto para a segurança do bebê quanto para a eficácia do processo e mediante orientação médica .

Clínica Inovas
Instagram @clinicainovas 

Alalaô! Tem lanche bom neste bloco!

💙
09 fevereiro 2018

Confira receitas práticas, saudáveis e gostosas para a criançada pular sem perder o ritmo.



Seu filho adora um bloquinho? Então ele é parceiro para tornar este Carnaval ainda mais divertido.  Lanches super gostosos e feito com carinho pela mamãe vão fazer parte dos intervalos da brincadeira. “O ideal é preparar snacks leves e descomplicados que podem ir para a bolsa”, diz a influencer Camila Verdeja, mãe do Santiago, 5 anos, e criadora do Gourmet Jr, espaço de alimentação infantil saudável. “Bolos, cookies, pãezinhos são boas ideias. E sempre acompanhados de sucos naturais e, claro, muita água”, diz.

Como o calor está forte, é bom guardar o lanche numa sacola térmica. Leve uma quantidade extra para os amiguinhos!  E quando a turminha chegar em casa, a brincadeira continua. Chame os pequenos para fazer um prato em forma de super-herói – lindo, saudável e divertido. Confira as receitas:

Suco de abacaxi, água de coco e hortelã

Natural da América do Sul, o abacaxi é fonte de vitaminas e muito refrescante. Com água de coco, este suco fica perfeito. Experimente!


Preparo: 5 minutos
Rendimento: 1 copo grande ou 2 pequenos

Ingredientes
1 copo (200ml) de água ou água de coco
1 xícara de abacaxi picado
Folhinhas de hortelã

Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata.
Se preferir acrescente algumas pedrinhas de gelo.


Suco de caju com laranja

A laranja é rica em vitamina C e o caju mais ainda! Misturar os dois é uma ótima ideia para ter um suco nutritivo e gostoso. E é uma oportunidade para apresentar esta fruta para as crianças!


Preparo: 5 min
Rendimento: 2 copos

 

Ingredientes

2 cajus maduros
1 copo (200ml) de suco de laranja
1 colher de sopa de açúcar demerara ou mel (prove o suco antes de adoçar para checar se é realmente necessário)

Modo de preparo

Lave bem os cajus, retire as castanhas e pique em cubos.
Coloque os ingredientes no liquidificador e bata.
Passe o suco por uma peneira e sirva!


Bolo de Banana

Gostoso e nutritivo, este bolo vai ganhar o primeiro lugar no bloco dos lanches!


Preparo: 10 minutos. Cozimento: 20 minutos
Rendimento: 12 bolinhos ou 1 bolo médio

 

Ingredientes

5 bananas bem maduras (prata ou nanica)
1 xícara de óleo
2 xícaras de farinha de rosca (você pode preparar a própria farinha, tostando pão integral e depois triturando no processador)
2 xícaras de açúcar (mascavo, de preferência) 
3 ovos
1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 180º.
Bata a banana, o óleo e os ovos no liquidificador.
Despeje numa tigela, acrescente a farinha, o açúcar e mexa bem.
Junte o fermento.
Unte uma assadeira com manteiga e polvilhe farinha de rosca. Coloque a massa.
Leve ao forno e asse por aproximadamente 20 minutinhos
Vale a pena verificar um pouquinho antes para não correr o risco de queimar o bolo. Espete um palito de dente, se sair limpinho o bolo está pronto.

Máscara do Homem Aranha

Chame as crianças para fazer este super-herói e divirta-se com elas!



Decore o prato com morangos, mirtilos, amoras e pitaya (para garantir a identidade secreta do Homem Aranha). Se essas frutinhas não estiverem disponíveis, experimente uvas passas, framboesas ou melancia. Tomatinhos, azeitonas pretas e queijo minas também funcionam.

Bom Carnaval!!!

Sobre o Gourmet Jr

A economista e influenciadora digital Camila Verdeja, 37 anos, foi uma criança com paladar muito seletivo. Ao ficar grávida do Santiago, hoje com 5 anos, resolveu que o menino não seria como ela e investiu na formação do paladar do filho. Após perceber que suas escolhas estavam dando certo, surgiu a ideia de compartilhar suas dicas e experiências com outros pais. Assim, ela criou o www.gourmetjr.com.br, um site que apresenta receitas, notícias, estudos e muitas informações sobre alimentação infantil saudável e que conta uma média de 44 mil acessos e 36 mil visitantes/mês únicos, tendo mais de 250 mil seguidores no Facebook e 136 mil no Instagram.


Como manter boa saúde e o metabolismo em dia no Carnaval

💙
08 fevereiro 2018

Endocrinologista dá cinco dicas para ficar bem durante e após os dias de folia





O carnaval está quase aí e vale a pena checar dicas para não deixar sua saúde, imunidade, metabolismo de lado no pós carnaval.

A médica endocrinologista Dra Juliana Garcia Dias, que tem clínica no Rio de Janeiro, alerta para cuidados com a prevenção para evitar problemas após a folia. 

Confira as dicas da médica: 
1- Procure preservar seu horário de sono e descanso. 

2- Não pule refeições e invista na alimentação mais natural possível, além do uso de probióticos( conforme orientação médica e nutricional) e enzimas digestivas para garantir que a imunidade não caia e nem fique com a sensação de distensão abdominal típica de quando mudamos nossa rotina alimentar.

3- No período pós-ingestão de bebida alcoólica, ocorre desidratação por perda de sais minerais e eletrólitos pelo excesso de diurese provocado pelo álcool e sudorese pelo calor do nosso verão. Além disso o álcool diminui os níveis sanguíneos de glicose, que pode disparar o gatilho de fome e de vontade de repor os estoques baixos de glicose no sangue. Resultado: aumento da vontade de comer doces e alimentos mais calóricos no momento de ressaca.

4- Se exagerou na bebida alcoólica não esqueça de caprichar na hidratação e evitar alimentos gordurosos que podem piorar os efeitos da ressaca. Inclua: couve, brócolis, couve-flor. Abacaxi, limão, chá verde gelado. Chá branco gelado. Curcúma, gengibre e frutas ricas em vitamina C.

5- Dica especial: café da manhã pré-carnaval:
Opção1
Limonada
Iogurte natural com
Fruta picada ( morango, por exemplo)
Canela
2 colheres de sopa de nuts

Ou

Opção2
Suco anti ressaca:
1/2 banana congelada
1 polpa açaí, sem xarope, sem açúcar 
200ml de água de coco
+
2 ovos

“Procure orientação médica para se preparar para o carnaval e para evitar grandes prejuízos no pós-carnaval”, finaliza Dra Juliana Garcia Dias. 

Fonte:
Dra. Juliana Garcia, Endocrinologista e Clínica Geral

Membro titular Sociedade Brasileira em Endocrinologia e Metabologia. 
Pós Graduada em Medicina do Trabalho – UNIG 
Pós –Graduada em Endocrinologia – PUC, no 
Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione, Rio de Janeiro - IEDE
Residência em Clínica Médica – Hospital Universitário Gaffree e Guinle. 
Atua em consultório no RJ e é médica do Hospital Estadual Carlos Chagas (RJ) e do Centro de Terapia semi-intensiva do Hospital Barra D’Or. 
Instagram @drajulianagarciad. 


Custom Post Signature

Custom Post  Signature